Google+ Followers

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

MOVIMENTO DE PINÇA E A ESCRITA

 Para a criança escrever, ela precisa estar com o movimento de pinça muito bem definido, para segurar corretamente o lápis, apoiando o braço na mesa, prevenindo-se assim de dores futuras, que tornam a escrita sofrida.
 Atividades de pinturas e desenhos com vários instrumentos e sobre texturas diversas é benéfico para reforço dos músculos envolvidos na escrita.
 Nesta tarefa a criança ira molhar o chumaço de algodão na tinta para com toques leves preencher o desenho, realizando a pintura.
 Essa tarefa exige do aluno habilidade do movimento de pinça, para assim conquistar habilidades para desenhar traços verticais, horizontais, circulares e inclinados. 
Fonte:  www.dislexiadeleitura.com.br

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

COORDENAÇÃO MOTORA FINA COM JOGO DE QUEBRA-CABEÇA

A atividades lúdicas estimulam a criança na coordenação viso-motora na medida em que ao visualizar objetos ou pessoas realizam as ações de interação. Já a coordenação motora-fina começa a ser elaborada quando a criança interage com objetos pequenos, jogos de encaixe, sobreposição, quebra-cabeça, etc. Essas atividades exigem dela movimentos de apreensão e pinça que são a base para essa coordenação
 Para esta atividade a professora adaptou, não tirando todas as peças da placa.
 A professora propôs apenas as três peças do centro.
 Um facilitador para esta criança, embora seja uma atividade lúdica, o grau de dificuldade do jogo, gera stress causando desequilíbrio no aluno.

ESTIMULAÇÃO PSICOMOTORA

 Por meio da psicomotricidade pode-se estimular e reeducar os movimentos da criança. A estimulação psicomotora educacional se dirige com  trabalho orientado à atividade motriz e as brincadeiras. Neste caso são alunos com deficiência, transtornos ou atrasos no desenvolvimento. A estimulação ocorre corporalmente mediante uma intervenção, reorganizando o movimento, enquanto o psico, determina a atividade psíquica em duas fases: a sócio-afetiva e cognitiva.
O trabalho tem como propósito motivar a capacidade sensitiva através das sensações e relações entre o corpo e o exterior (o outro e as coisas). Cultivar a capacidade perceptiva através do conhecimento dos movimentos e da resposta corporal. Organizar a capacidade dos movimentos representados ou expressos através de sinais, símbolos, e da utilização de objetos reais e imaginários.

PROPRIOCEPÇÃO E DEFICIÊNCIA

Os receptores sensoriais são encontrados dentro do sistema nervoso somático,  com atividades sensoriais, recebemos informações  do qual nosso cérebro interpreta-as por meio nosso corpo. A função mais básica dos receptores sensoriais são: visão, olfato, tato, paladar, audição e sensibilidade corporal, que leva as  informações ao sistema nervoso central (SNC). São eles que definem os nossos sentidos.  Todavia, apenas um receptor não possui a capacidade suficiente de identificar sozinho todos os estímulos diferentes que o corpo recebe a cada segundo. Deste modo, somos supridos com diferentes receptores sensoriais, cada um com sua particularidade, possibilitando a sensação de diferentes estímulos. Pessoas com deficiências geralmente apresentam prejuízos no sistema proprioperceptivo devido falha em mais de um dos receptores.

 Veja esta situação o aluno apresenta dupla deficiência, ele está com um durex pressionado em sua pele, do qual a informação não foi recebida, não ocorreu impulsos nervosos e em consequência não houve reação ou reflexo.
A professora o provocou para que ocorresse alteração da contratação do membro com  movimento voluntário, ou seja o durex o incomodaria e assim retiraria a fita, do qual o aluno permaneceu sem dar a resposta.

COORDENAÇÃO VISUO-MOTORA E MOTORA FINA

 A atividade  com o jogo de encaixe, trabalha o sensorial  e a estimulação tátil para organizar as informações recebida pelo corpo.
Desenvolve a habilidades para a competência do pré-escrito.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

TV BRASIL NO CEU EMEF LAJEADO


Coordenadora Flávia Machado na direita, mediadora no trabalho da articulação do AEE com a sala regular.
A felicidade foi geral!

ADAPTAÇÃO DE ATIVIDADE PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

O serviço do AEE (atendimento educacional especializado) organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem barreiras para a plena participação dos alunos, considerando as suas necessidades específicas.
 Nesta atividade a professora realizou  adequação  para o aluno realizar de modo autônomo.
A professora pintou as palavras e marcou o personagem com a mesma cor  para o aluno realizar a associação e assim executar a tarefa.
 A estratégia  metodológica aplicada nesta adaptação é a associação. Associar a cor da palavra pintada com a cor do desenho marcado.
De acordo com a Resolução CNE/CEB nº 04/2009
 Art. 13. São atribuições do professor do Atendimento Educacional Especializado:
I – identificar, elaborar, produzir e organizar serviços, recursos pedagógicos, de acessibilidade e estratégias considerando as necessidades específicas dos alunos público-alvo da Educação Especial;
 Estas elaborações são realizadas no AEE, após sinalizações e queixas dos professores da sala regular.
 As estratégias são socializadas com o professor da sala regular, do qual aplica em suas aulas e conteúdos.

Postagem em destaque

CURSO: ESTÍMULO NA SALA DE AULA

Curso de extensão universitária. 100 horas 3 x de 135 reais Tema: O estímulo na sala de aula Ligue: 11 999659448 FONTE:  http://ww...